PRIMAVERA 2010

  ………………………………………………………………………………………VOLTAR

A Primavera é a estação do ano que sucede ao inverno e antecede o verão. No hemisfério sul, principia quando o Sol alcança o equinócio de setembro (dia 22) e termina quando ele atinge o solstício de dezembro (dia 20); e, no hemisfério norte, principia quando o Sol alcança o equinócio de março (dia 21) e termina quando ele atinge o solstício de junho (dia 20).

ALFA BETA NEWS: QUAL A IMPORTÂNCIA DA PRIMAVERA?

DIRETOR DO JD. BOTÂNICO: (…) A primavera ficou conhecida como a estação das floradas e ela é importante como outra qualquer. Então, para mim, a primavera é tão importante como as outras estações do ano. O que quer dizer primavera? (além de dizer que é a estação das flores…) Significa que o dia e a noite têm o mesmo numero de horas. E por que isso é importante na natureza? Para as plantas florescerem, elas precisam de estímulo. E como é feito esse estímulo? É feito pelo fotoperíodo, um deles, sempre associado a outras questões ambientais. Tem plantas que florescem com um fotoperíodo maior (dia mais longo) e outras com um fotoperíodo menor (dia mais curto). Quando o dia é mais curto e a noite mais longa? É no inverno! E mais longa? No verão! (…) tem plantas que florescem no inverno, verão, outono… A planta para voltar a crescer, precisa de temperatura e no inverno elas repousam e algumas ficam em repouso semi-vegetativo. Não adianta colocar adubo na planta durante o inverno porque é no verão que ela vai crescer, vão voltar a vegetar. (…)

 ALFA BETA NEWS: AS CRIANÇAS GOSTAM MUITO DA PRIMAVERA POR SER A ESTAÇÃO DAS FLORES. ELAS FICAM ATENTAS QUANDO HÁ EXPLICAÇÕES SOBRE ESSE TEMA?

DIRETOR DO JD. BOTÂNICO: Na verdade isso depende muito da educação que a criança recebeu. ‘Por que as crianças são abertas a tudo, desde que nascem. A educação é um processo contínuo e depende muito do estímulo dos pais. Eu sei bem isso, porque estou passando pela experiência de ser pai, então se eu estimular a minha filha a alguma coisa, ela me responde ao estímulo. Pode gostar de alguma coisa ou pode não gostar, mas o papel de um pai e um educador é sempre estar estimulando vocês. (…) Tem gente que vem ao Jardim Botânico e amam isto daqui e outras preferem o shopping. Depende muito do estímulo que a criança recebeu quando pequena.

 ALFA BETA NEWS: AS ESCOLAS VISITAM MUITO O JARDIM BOTÂNICO. EM QUE AS CRIANÇAS MAIS SE INTERESSAM AO CHEGAR AQUI? POR QUÊ?

DIRETOR DO JD. BOTÂNICO: Bom… Hoje vocês vivem uma época um pouco diferente da que eu vivi. Na minha época havia uma liberdade maior de espaço, quando criança. Hoje em alguns bairros a gente ainda vê isso. Hoje todo mundo tem medo de tudo, ficam fechados em um apartamento, na minha época o portão ficava aberto e a gente andava com liberdade… Hoje as crianças vivem mais fechadas. A primeira coisa que uma pessoa vê quando chega a um espaço verde como esse, é ama sensação de liberdade. Nós temos uma área verde muito grande, ela é ampla. (…) Mas a preferência, ainda no Jd. Botânico, nos passeios, é a trilha, a explanação dos monitores, o ambiente que as crianças mais gostam no passeio.

 ALFA BETA NEWS: VOCE ACHA QUE OS PAIS SÃO INCENTIVADORES DE PLANTAR FLORES OU QUALQUER OUTRO TIPO DE PLANTAS NAS CASAS?

DIRETOR DO JD. BOTÂNICO: Com certeza! É o que eu acabei de falar a vocês, “a educação é um processo e quem tem que estimular essas coisas são os pais”, o que acontece? Hoje os pais não param. Hoje, a mãe que tinha o papel de ficar em casa, cuidando dos filhos, muitas vezes não acontece mais. É raro em um lar a gente ver isso. A mãe trabalha também. Esses contatos e estímulos podem não ocorrer e os pais são culpados por isso acontecer ou não acontecer. Aí, entra os avós, os tios, o irmão mais velho, a irmã mais velha ou às vezes o gosto particular da criança de gostar ou de ter afinidade com isso. Eu, por exemplo, desde criança gostava de por sementes para germinar: feijão, milho… É uma coisa minha! Eu gostava! Então eu pegava aquela experiência na escola de pegar um feijãozinho e colocar no algodão e aquilo me despertou. Eu fui fazer Engenharia Agronômica. Foi tudo por causa disso!(…) Achava aquilo o máximo!

 ALFA BETA NEWS: AINDA DÁ PARA IDENTIFICAR A PRIMAVERA COM A MUDANÇA CLIMÁTICA?

DIRETOR DO JD. BOTÂNICO: Essa pergunta é muito boa! Eu falei para vocês do estímulo da planta pelo fotoperíodo e ele não ocorre sozinho, mas é importantíssimo! Por exemplo: o maracujá. A flor de maracujá precisa de longo dia de sol, no inverno ela não dá flor de jeito nenhum! Mas o que está acontecendo? Embora tenha estas “loucuras” climáticas que estamos vendo, o fotoperíodo ainda continua no mesmo ritmo. Por exemplo: uma flor precisa de uma determinada hora de luz, mas ela não quer só essa determinada hora de luz. Ela quer isso e mais o início das chuvas. Antigamente tinha um regime mais tradicional, como setembro que era o início das águas e hoje não temos mais isso. (…) Hoje começa a chover realmente em novembro. (…) O que aconteceu: muitas orquídeas, aqui do Jardim Botânico, não eram para dar flores agora, somente no início ou final de outubro e já estão com flores. (…)

Entrevistado: Luiz Carlos de Almeida Neto – Diretor do Jardim Botânico Municipal de Bauru

Entrevistadores: Najla e Maria Carolina

 

VOLTAR

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: